sexta-feira, 13 de setembro de 2013

Mark Twain - vida e obra

Mark Twain
1835 - Em 30 de novembro, nasce Samuel Langhorne Clemens.
1839 - A família muda-se para Hannibal, Missouri.
1847 - Sam frequenta o colégio John Dawson. Em 24 de março morre seu pai.
1851 - Começa a trabalhar no jornal do irmão Orion.
1853 - Trabalha como tipógrafo em St. Louis, Nova York e Filadélfia.
1854-1856 - Escreve cartas de viagem.
1857 - Trabalha como auxiliar de timoneiro.
1861 - Vai para Nevada com o irmão Orion.
1862 - Trabalha para o Territorial Enterprise.
1864 - Muda-se para São Francisco.
1865 - Participa da mineração em Nevada. Escreve para jornais de São Francisco.
1866 - Viaja para o Havaí como correspondente do Sacramento Union. Muda-se para Nova York.
1867 - Publica A Famosa Rã Saltadora do Condado de Calaveras e outras Histórias. Embarca com destino à Europa e Oriente Médio. Retorna e conhece Olivia Langdon. Muda-se para Washington, D.C. e torna-se secretário do senador William Stewart.
1868 - Fica noivo de Olivia Langdon.
1869 - Publica Innocents Abroad.
1870 - Casa-se com Olivia e vai morar em Buffalo. Nasce Langdon, o primeiro filho.
1871 - Muda-se para Elmira.
1872 - Nasce a filha Susy. Morre o filho Langdon.
1873 - Passa três meses na Inglaterra.
1874 - Nasce a filha Clara.
1876 - Publica As Aventuras de Tom Sawyer.
1878 - Em abril vai com a família para a Europa.
1880 - Publica A Tramp Abroad. Nasce a filha Jean.
1881 - Publica O Príncipe e o Mendigo.
1884 - Funda sua própria editora.
1885 - Publica As Aventuras de Huckleberry Finn.
1889 - Publica Um Americano na Corte do Rei Arthur.
1890 - Morrem sua mãe e sua sogra.
1891 - Muda-se com a família para a Europa.
1892 - Publica O Conde Americano.
1894 - Sua editora vai à falência. Publica Pudd´nhead Wilson.
1895 - Faz palestras ao redor do mundo.
1896 - Morre a filha Susy.
1897 - Publica Following the Equator.
1898 - Publica The Man That Corrupted Hadleyburg.
1904 - Livy morre em Florença.
1908 - Muda-se para Reddling, Connecticut.
1909 - Morre Jean, a filha caçula.
1910 - Em 21 de abril, morre em Stormfield. Em 23 de abril é sepultado no Cemitério Woodlawn, em Nova York.

No final do século XVIII a batalha de Yorktown, vencida por treze colônias norte-americanas revoltosas, marca o ponto final da guerra pela autonomia em relação à Coroa britânica. Nasce um novo país - os Estados Unidos da América -, reconhecido agora pela Grã-Bretanha como uma nação independente. Pelo menos assim ficara estabelecidos no tratado de paz assinado em Paris com o governo britânico.
Já no início do século XIX, de 1812 a 1814, desrespeitando as legítimas conquistas norte-americanas, a Grã-Bretanha provoca uma segunda guerra da Independência. Recharçadas as forças britânicas, o governo inglês assina na cidade belga de Gand, agora definitivamente, um tratado de paz ratificando a autonomia do novo Estado americano.
Nesse novo país, em 30 novembro de 1835, quando o cometa Halley cruza o firmamento, nasce numa cidade chamada Flórida, no Estado do Missouri, o sexto filho de John Marshall Clemens e Jane Lampton Clemens: Samuel Langhorne Clemens, que mais tarde adotaria o pseudônimo Mark Twain e se tornaria famoso por sus histórias inspiradas nas experiências da infância, às margens do Mississípi.
Em 1839 a família muda-se para uma cidade próxima, Hannibal, onde Sam passa a infância.
Na juventude, Sam tem uma forte ligação com o rio Mississípi, ao longo de cujas margens a cidade está localizada. As barcas atracam três vezes por dia na próspera cidade, e o sonho de infância de Sam é tornar-se timoneiro e trabalhar nesse grande rio.
Em 1848, um ano após a morte do pai, Sam, ainda garoto, torna-se aprendiz no Missouri Courier. Em 1851 passa a trabalhar no Hannibal Journal, que pertence a seu irmão Orion. É nesse jornal que Sam publica suas primeiras histórias e, na ausência de Orion, ocasionalmente o substitui na redação.
Em 1852 Sam publica vários contos no Saturday Evening Post da Filadélfia. Deixa Hannibal em 1853 e por um ano trabalha como tipógrafo em Nova York e na Filadélfia. Nesse período publica suas experiências da viagem no Hannibal Journal.
Em 1854 Sam fixa residência em Keokuk, no Iowa, onde seu irmão Orion funda o Keokuk Journal.
Em 1857 Sam conhece Horace Bixby, capitão de um navio que está de partida para a América do Sul e que lhe oferece um emprego como aprendiz de timoneiro. Depois de dois anos navegando, Sam tira licença de timoneiro.
Com o início da Guerra Civil, o tráfego no Mississípi é suspenso, e a carreira de timoneiro de Sam termina. Ele então ingressa num grupo miliciano voluntário com catorze homens, mas depois de duas semanas de treinamento o grupo de dissolve.
No verão de 1861 seu irmão Orion é designado pelo presidente Lincoln para ser o secretário do novo Território de Nevada, e Sam o acompanha como seu assistente.
Nessa época Nevada está sendo invadida por exploradores de ouro e prata, e Sam não demora a se envolver na mineração. Vai para as regiões mais promissoras, mas, sem conseguir ficar rico, é obrigado a trabalhar em um engenho de quartzo para ganhar a vida. Vez ou outra contribui com cartas bem-humoradas para o Territorial Enterprise, jornal mais famoso da região, e em setembro de 1862 é contratado como repórter, ganhando 25 dólares por semana.
Nesse período Sam é fortemente influenciado por Joseph Goodman, fundador do jornal, e por Dan De Quille, um escritor em ascensão. Ambos seriam seus amigos pro muitos anos. Depois de um ano e meio Sam deixa o Enterprise e vai para São Francisco, onde passa a trabalhar como repórter no Call, jornal local.
Durante quatro anos Sam escreve para o Golden Era, para o Californian e outras publicações. É figura central no cenário literário da cidade. Em 1866 passa quatro meses no Havaí como correspondente do Sacramento Union. Ao regressar a São Francisco Sam organiza uma palestra sobre suas experiências nas Ilhas Sandwich, primeiro nome dado ao arquipélago que forma o Havaí.
O sucesso desse empreendimento o leva a fazer seu primeiro ciclo de palestras por dois meses no norte da Califórnia e no oeste de Nevada. Pelo resto da vida Sam seria um dos palestrantes mais admirados e requisitados dos Estados Unidos.
No final de 1866 Sam deixa a Califórnia e via para Nova York. Em seguida embarca no Quaker City, que está de partida para a Europa, Rússia e Oriente Médio. Antes da viagem Sam toma as providências para publicar seu primeiro livro, A Famosa Rã Saltadora do Condado de Calaveras e outras Histórias, coletânea de contos publicados no início da carreira.
Graças às palestras e cartas escritas no Quaker City, Sam se torna uma celebridade. Ao voltar a Nova York, aceita o cargo de secretário do senador WIlliam M. Stewart e vai para Washington, D.C.
A Editora American Publishing Co. pede-lhe que escreva um livro sobre as experiências no Quaker City, que seria publicado em julho de 1869 com o título The Innocents Abroad.
Ao retornar a Nova York, Sam conhece Olivia (Livy) Langdon irmã de Jervis, um amigo do Quaker City. O ano seguinte, 1868, é movimentado para Sam.
Viaja à Califórnia e Nevada para fazer palestras, publica vários contos em diferentes publicações e começa  a namorar Livy. No final do ano, com 33 anos, ficam noivos em segredo. Durante os dois anos seguintes, Sam viaja incansavelmente, fazendo palestras e escrevendo inúmeras histórias.
Com o casamento, em 1870, a vida de Sam se estabiliza. O casal fixa resid~encia na cidade de Buffalo, em Nova York, numa casa comprada pelo pai de Livy, e Sam trabalha como editor no Express. Também escreve uma coluna mensal para a revista literária Galaxy.
Além de toda essa atividade, Sam assina um contrato para escrever Roughing It, umanarrativa de suas experiências em Nevada e na Califórnia. Nesse período, entretanto, o jovem casal é atingido por uma série de infortúnios. O pai de Livy morre. Depois, a maior amiga de Lily morre quando está hospedada na casa deles. E o primeiro filho, Langdon, nasce prematuramente. Com a saúde precária, morreria com dois anos de idade.
Em 1871 Sam muda-se para Hartford com a família. Com uma vida sempre muito ativa, viaja à Inglaterra pela primeira vez.
Em março de 1872 nasce a filha Susy. Numa segunda viagem à Inglaterra, em 1873, Sam trava conhecimento om escritores famoso, entre eles Lewis Carrol, autor de Alice no País das Maravilhas. Nesse ano publica seu primeiro livro de ficção, The Gilded Age.
Em junho de 1874 nasce a segunda filha, Clara. A terceira, Jean, nasceria em 1880. Na residência em Hartford, Sam dedica-se a escrever romances e histórias e a fazer um ou outra palestra. É o apogeu literário de Sam, ou Mark Twain. O pseudônimo surge em função da expressão "mrk two!", ou seja, "marca: duas", dita sonoramente pelos marinheiros para indicar a profundidade de duas braças, que permitia navegar em segurança no Mississípi. Mark se inspira nas experiências da infância em Hannibal para escrever seus romances mais famosos - As Aventuras de Tom Sawyer, publicado em 1876, Velhos Tempos no Mississípi, em 1883, e As Aventuras de Huckleberry Finn, em 1885.
Entre 1878 e 1879 a família passa um ano e meio na Europa, para que Sam possa reunir material para escrever A Tramp Abroad, que seria publlicado em 1880. Um ano depois é publicado O Príncipe e o Mendigo, a primeira tentativa de Sam de escrever ficção histórica com um tom sério, uma marca que contrasta com o estilo bem-humorado do início da carreria. Entre 1884 e 1885 Sam continua a fazer palestras pelos Estados Unidos. Escreve o romance histórico, embora satírico, Um Americano na Corte do Rei Arthur, publicado em 1889.
Insatisfeito com seus editores, funda a própria editora: a Charles L. Webster & Company. A empresa opera por dez anos, mas depois começa a enfrentar dificuldades e crises e finalmente fecha em 1894. Incapaz de manter o estilo de vida extravagante que a família leva em Hartford, Sam vende sua casa em 1891 e muda-se para a Europa.
A família vive entre França, Alemanha, Suíça e Itália. Apesar das dificuldades financeiras, Sam consegue terminar inúmeros romances e contos. Os principais são O Conde Americano (1892), Viagens de Tom Sawyer (1894), Pudd´nhead Wilson (1894), Personal Recollections of Joan of Arc (1895) e The Man That Corrupted Hadleyburg (1898).
Entre 1895 e 1896, Sam viaja com a família para uma série de palestras ao redor do mundo, o que lhe fornece material para o livro Following the Equator (1897).
Em 1896 um golpe terrível atinge mais uma vez a família, quando a filha mais velha, Susy, morre em Hartford.
No final de 1903, pouco depois de Sam comprar uma casa em Tarrytown, em Nova York, Livy fica gravemente doente e passa um longo período de isolamento em Maine, antes de ser recomendada a procurar um clima mais quente e ir para Florença, na Itália.
Sam e a esposa permanecem afastados a maior parte do tempo até a morte de Livy, em Florença, em junho de 1904. No ano seguinte ele janta na Casa Blanca com o presidente Theodore Roosevelt, que lhe oferece um banquete para comemorar seu 70. aniversário.
Em 1908 Sam muda-se pela última vez, para uma residência em Redding. Nessa casa, no ano seguinte morre Jean, a filha caçula. Logo depois Sam escreve A Morte de Jean, sua última obra completa, em que ele fala sobre a tragédia da morte e de seus sentimento com relação à perda de outros membros da família.
A saúde de Sam deteriora rapidamente após a morte da filha. Em janeiro de 1910 ele procura um clima mais salutar nas Bermudas, embora pressinta que não viverá muito mais.
Em 21 de Abril Sam entra em coma, em Stormfield. No final da tarde tem uma parada cardíaca e morre, aos 74 anos de idade, no m~es em que o cometa Halley, que aparece a cada 75 anos, é avistado mais uma vez cruzando o céu.
Cumpria-se o que Sam sempre dizia em profético tom bem-humorado: "Vim ao mundo com o cometa e irei embora com ele".
Em 23 de abril o cortejo fúnebre percorre a cidade de Nova York até a igreja presbiteriana Brick, onde é realizado o velório. Sam é sepultado ao lado da esposa e dos filhos no Cemitério Woodlawn, em Elmira, Nova York.

Fonte: coleção obras-primas - grandes autores - vida e obra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails