terça-feira, 6 de novembro de 2012

A Vila


Gênero: Suspense
Ano de Lançamento: 2004

Numa aldeia tranquila e isolada na Pensilvânia, encontra-se um pacto entre o povo da aldeia e as criaturas que residem na floresta circundante: o povo da cidade não entra na floresta, e as criaturas não entram na vila. O pacto permanece fiel por muitos anos, mas um dia...

Bem, contar o andamento de um filme de suspense é inimaginável. Fazer a releitura do filme que assisti no ano de 2006 quando fazia alguns projetos na área de psicopedagogia, muito interessante. Um filme é como um livro, quanto mais se lê e especialmente após um período de tempo considerável, a vivência fala mais forte, as percepções, enfim, as entrelinhas que o autor deixou de presente e que por uma única leitura não possamos ter observado.

Conforme  tive a oportunidade de comentar no grupo Livros & Filmes, no facebook, uma reedição (ou renovação) do grupo "Nós Todos Lemos", o filme faz refletir sobre onde mora a violência (intrínseca ao ser humano). Quando a questão da violência é tratada de forma isolada, quais consequências podem trazer ao ser humano ou grupo, quando para combatê-la umas das armas é ignorá-la como procedente da essência humana.

Interessante é a atualidade do filme por tratar questões que são inerentes a humanidade e não tão somente da era moderna. Melhor, se for feito um paralelo do filme com a atualidade podemos nos assustar ao percebermos que estamos muitas vezes por criar como forma de proteção inúmeras vilas em nossas vidas. A internet, por exemplo, não seria uma vila onde as pessoas se sentem mais seguras ao se relacionar com outras? Tais relacionamentos seriam por afinidade, temas de interesse, outros, enfim, está construída a suposta 'vila segura' , ou seria aldeia, mas o espaço está criado e não redime ao ser humano a responsabilidade de saber até onde vai sua vivência nesta ilha online para que não perca o contacto com a realidade, esta do dia-a-dia, onde imaginamos haver tantas e tantas formas de violência.

Vale a pena refletir!

2 comentários:

  1. Muito interessante sua análise! Bem feita, e trouxe à tona alguns aspectos nem tão claros e que muitos não levaram em consideração... Parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Peregrina Cultural,

      Obrigada pelo comentário gentil.

      Excluir

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails